Topo
Ju Ferraz

Ju Ferraz

Categorias

Histórico

Como é trabalhar enquanto todo mundo se diverte na Copa? Bruno Dias conta

Ju Ferraz

25/06/2018 21h59

O Réveillon no Brasil nunca mais foi o mesmo depois que Bruno Dias, um dos donos da agência de eventos Haute ao lado de Guga Guizelini, Dado Ribeiro e Felipe Aversa, aportou com suas festas hypadas em Trancoso. De 2009 para cá, muita coisa mudou, eles viraram uma grande empresa especializada em fazer a alegria das pessoas em festas ao redor do país, e, nesta Copa, estão capitaneando os QGs da Budweiser em dez cidades brasileiras, misturando música, gente animada e, claro, futebol. "A agência não para. Ao todo temos 200 eventos ao longo do ano, é praticamente um a cada dois dias. Saímos da Copa focados no reveillon que fazemos Trancoso e Milagres, porém com muito coisa acontecendo até lá", explicou. Para entender melhor como é trabalhar enquanto os outros se divertem e como não pirar tendo tantos projetos rolando ao mesmo tempo, eu fui bater um papo com Bruno, que falou sobre futebol, sonhos, Trancoso e empreender em tempos de crise. "Não podemos reclamar dos últimos anos não. Estamos usando a crise como oportunidade de crescimento", sentenciou. Vem!

Ju Ferraz: Qual a sua expectativa em relação a esta Copa?
Bruno Dias: Primeiro que eu amo futebol, então a copa para mim é um momento único e aguardado dos últimos quatros anos.E agora ainda tem uma importância muito maior, pois cuidamos das ativações de Bud em todo o Brasil durante a Copa.

Ju Ferraz: Acha que tem clima para torcer pela seleção com tantos escândalos de corrupção, inclusive na CBF?
Bruno Dias: Realmente é um assunto delicado, pois a seleção é uma paixão nacional, não deveríamos deixar de torcer nunca, mas deveríamos nos mobilizar para cada vez mais para entender o que se passa nos bastidores da CBF.

Ju Ferraz: Como foi empreender nestes tempos de crise? Tiveram de fazer modificações nos projetos para estes novos tempos?
Bruno Dias: Modificações temos que fazer todo dia, mas acredito que as oportunidades surgem para quem está se adaptando a todo momento. Não podemos reclamar dos últimos anos, estamos usando a crise como oportunidade de crescimento.

Ju Ferraz: Quais as dores e as delicias de se trabalhar no ramo do entretenimento no Brasil?
Bruno Dias: É bacana, porque é dinâmico, cada dia um desafio novo, mas precisa ter atenção aos pequenos detalhes, principalmente quando se está atendendo grandes marcas.

Budweiser Basement

Ju Ferraz: Qual seu maior sonho em termos de projetos futuros?
Bruno Dias: Crescer com o Voilá, para quem não sabe estamos desenvolvendo um vinho rosé direto de Cotes de Provence, e lançamos ele no mercado há apenas três meses está um sucesso.

Ju Ferraz: Qual seu maior orgulho de ter realizado no segmento?
Bruno Dias: Ser cada vez mais referência no segmento de entretenimento, pois credibilidade não se compra se conquista!

Réveillon do Taípe, uma das festas que revolucionaram o ano novo em Trancoso

Ju Ferraz: Como vai ser o Réveillon de Trancoso deste ano?
Bruno Dias: Não vai ter camarote, não vai ter champagne com foguinho, não vai ter grandes atrações, não vai ter ostentação. Menos É Mais. Cada vez mais as pessoas estão vivendo de aparência, nada melhor que no final do ano se reconectar com a sua verdadeira essência!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre a autora

A baiana Ju Ferrazcomeçou a carreira em Salvador como assessora de imprensa, até migrar para São Paulo, onde trabalhou em diversas empresas de comunicação, criando produtos editoriais exclusivos, projetos especiais de cross media e produção de eventos. Atualmente é diretora comercial, novos negócios e de relações públicas da Holding Clube. Mais do que uma executiva competente, com anos de experiência nas mais diversas plataformas, Ju é a mulher real que não tem medo de se jogar de cabeça em novos projetos e novas ideias ou de expor suas fraquezas. E mais: está longe de se transformar em uma figura idealizada descolada da realidade.

Sobre o blog

Um espaço para pensatas, conversas, divagações e troca de experiências sobre o que é ser mulher nos dias de hoje.