Topo
Ju Ferraz

Ju Ferraz

Categorias

Histórico

A história de sucesso de Cris Dios e a nova parceria com a gigante Aveda

Ju Ferraz

21/12/2018 10h04

Se você olha para os hair spas lindos do Laces and Hair comandados por Cris Dios e Itamar Ceccheto, certamente você não sabe que por trás de cada tratamento e cada produto ofertado ali tem uma história de muitos séculos. Cris, aliás, é quem conta para a gente: "Tudo começou com o meu avô, que veio da Espanha em um navio para o Brasil e trouxe sua expertise de barbeiro curando doenças e problemas de couro cabeludo com a ajuda das ervas. Ele ensinou para a minha mãe o que ele fazia, que no começo atendia suas clientes em suas casas. Como a demanda começou a crescer ela achou melhor criar uma espaço próprio, e assim surgiu a primeira unidade do Laces. Isso foi em 1987", contou. De lá para cá, a marca desenvolveu novos protocolos de tratamentos, cuidados especiais, procedimentos e criou uma uma linha de produtos chamada LCS Hair Care, com ingredientes naturais e ou low chemical. Atualmente são 6 unidades e 2 marcas de produtos próprios, que são vendidos em todas as unidades e também no e-commerce www.slowbeauty.com.br.

Cris Dios, Itamar Ceccheto e Amanda Le Roux, vice-presidente internacional da Aveda

Cris, para mim, é uma mestra de sorriso largo e uma das grandes empreendedoras desse país. Além de mostrar que é possível e é necessário ter paixão pelo que faz, construiu um império e mais do que nunca deu um passo muito importante na carreira: A Aveda e o Laces and Hair acabam de firmar um acordo e contrato para a expansão da marca Aveda na América do Sul. A Aveda escolheu o LACES por sua expertise profissional e compromisso com causas sociais e princípios sustentáveis em seus negócios, que se alinham exclusivamente à missão da marca internacional.

Cris e Itamar são seres humanos incriveis, apaixonados pelo que fazem e colhem o fruto disso, exemplo de um Brasil do futuro e bem sucedido. Vem ler o papo com Cris, no qual ela fala sobre empreendedorismo, sustentabilidade, desafios femininos no mercado de trabalho e muito mais.

Ju Ferraz:Como você define o Laces and Hair?

Cris Dios: Hoje o Laces se posiciona como um hair spa, e visa entregar a beleza na melhor versão de cada cliente. O Laces hoje tem uma proposta de ser um refúgio no meio da loucura e correria da cidade de São Paulo, de entregar performance e qualidade em seus tratamentos e produtos, mas com uma experiência em seu processo. Nosso propósito é entregar saúde para o cabelo. O cabelo saudável é bonito e tem brilho todos os dias, não apenas naqueles dias em que você vai ao salão. As pessoas hoje estão vivendo em um ritmo muito acelerado e esperam que a beleza venha da mesma forma, de forma rápida e instantânea. A proposta do Laces é de oferecer beleza gradual, de reconstruir a fibra do cabelo de dentro pra fora em um processo duradouro.

Ju Ferraz: Conte um pouco da sua trajetória até chegar aqui…

Cris Dios: Tudo começou com o meu avô, que veio da Espanha em um navio para o Brasil e trouxe sua expertise de barbeiro curando doenças e problemas de couro cabeludo com a ajuda das ervas. Ele ensinou para a minha mãe o que ele fazia, que no começo atendia suas clientes em suas casas. Como a demanda começou a crescer ela achou melhor criar uma espaço próprio, e assim surgiu a primeira unidade do Laces. Isso foi em 1987.

Desenvolvemos e criamos novos protocolos de tratamentos, cuidados especiais, procedimentos, criamos uma linha de produtos chamada LCS Hair Care, com ingredientes naturais e ou low chemical. Em 2012 inauguramos a segunda unidade, no Jardins, e lançamos uma nova marca, Cris Dios Organics, com matérias primas orgânicas certificadas.  De lá para cá expandimos também as unidades para as regiões da Amauri, Moema, Villa Lobos e agora, neste ano, a primeira unidade fora do estado, em BH, no bairro de Lourdes.

Estamos com 6 unidades, 2 marcas de produtos próprios, que são vendidos em todas as unidades e também no e-commerce www.slowbeauty.com.br No começo da minha carreira decidi estudar arquitetura na Belas Artes, mas dividia parte do meu tempo com os cabelos ajudando minha mãe no Laces. De repente o que era uma ajuda se tornou uma paixão e decidi me dedicar integralmente a isso, estudando cosmetologia com uma faculdade sobre o tema e muitos cursos fora do país para me atualizar com frequência das novidades do mercado.

Ju Ferraz: Em tempos que políticos importantes questionam o aquecimento global, qual a importância de ser o principal salão de beleza e spa ecológico do Brasil?

Cris Dios: Eu acredito que as empresas e marcas precisam se responsabilizar também pelo meio onde vivem e começar a devolver parte da infra-estrutura que usamos do planeta em que vivemos. Usamos insumos naturais e recursos energéticos e precisamos retribuir isso de alguma forma. Construimos uma matriz energética na unidade de Moema onde usamos água da chuva para lavar os cabelos das clientes, energia solar para iluminar o espaço, temos plantas em todo o teto da unidade para refrescar o ambiente e exigir menos energia do ar condicionado, aquecimento com placas solares para a temperatura da água nos lavatórios. De alguma forma queremos explorar menos os insumos naturais do planeta e inspirar mais empresários a ter atitudes e inovações como esta. Fazemos também compensação de carbono e logistica reserva em todas as nossas operações.

Ju Ferraz: Quais as principais dificuldades em relação aos cabelos das brasileiras? E de que forma pode ser cuidado no Laces?

Cris Dios: O cabelo das brasileiras é bem diversificado. Aqui encontramos de tudo, cabelos lisos, mais grossos, finos, loiros, mas principalmente encontramos cabelo com muita química. As brasileiras fazem muita coloração, processo de reflexo e clareamento dos fios e processos de alisamento.   Agora vivemos uma fase onde as mulheres estão estimulando as outras a aceitarem os cabelos cacheados e como eles são, a ver beleza nos diversos tipos de fios. Minha missão é ajudar cada uma a cuidar e preservar a beleza de quem ela é, ajudar a encontrá-las sua melhor versão, desde reeducando a como lavar o cabelo, até a como fazer para mantê-lo bonito e saudável todos os dias.

Cris Dios

Ju Ferraz:  Como foi o ano de 2018 para o Laces? Quais as expectativas para o futuro?

Cris Dios: Aqui no Laces acreditamos muito em tudo o que fazemos, investimos em educação, inovação e lançamentos de novos produtos. Por esta maneira temos crescido 30% ao ano nos últimos 5 anos. Aqui costumamos dizer que não aceitamos o discurso da crise. Somos bem otimistas e acreditamos sim que o mercado de beleza natural está crescendo, ganhando forças e cada vez mais adeptos. Você não precisa ter 3 tipos de shampoo no box do banheiro, apenas um eficiente e bom que vai te trazer o retorno e resultados que suas necessidades precisam. Isso é consumo sustentável, fazer escolhas inteligentes. No Laces implementamos um projeto chamado fair trade, onde após passar por um diagnóstico capilar, a cliente leva um produto para a casa que foi escolhido para as necessidades dela. Caso ela não goste ou não se adapte, ela pode trocar, sem pagar outro, até chegar em um que esteja de acordo com suas necessidades. Isso é consumo consciente.

Ju Ferraz: O que está por trás da ideia de slow beauty de seus produtos? De que forma a beleza interior e a exterior podem ser trabalhadas em conjunto?

Cris Dios: Todos os nossos hair especialistas são treinados para repassar nossos valores a nossas clientes e para proporcionar uma experiência corpo, mente e alma enquanto ela estiver em uma de nossas unidades. Tanto que em meio aos nossos tratamentos temos uma meditação guiada pela Marcia de Luca, um nome conhecido na área da ayurveda, que ajuda e orienta as pessoas a se desconectar com o mundo externo e a se reconectar consigo mesma. Temos uma massagem de ombros em alguns tratamentos que ajuda a pessoa a relaxar, além da reflexologia nos pés, que causa enorme satisfação e relaxamento, além de beneficios como auxilio no tratamento de stress e ansiedade.

Cris Dios e Amanda Le Roux, vice-presidente internacional da Aveda

Ju Ferraz: Como se deu a parceria com a Aveda e o que ela significa para o Laces?

Cris Dios: Este foi um namoro que começou há 2 anos. Tivemos muitas conversas, viagens e trocas para chegarmos a um acordo final. Nosso entrosamento começa por uma questão de alinhamento de valores e posicionamento de marcas. Ambas acreditamos em cuidar do ser humano de forma inteira e individual. Acreditamos na força dos ingredientes naturais para entregar performance e resultado na beleza. Acreditamos no investimento de recursos tecnológicos que usem menos esforços do meio ambiente e que devolva para o meio ambiente o que usamos dele. Para o Laces, ser escolhido pela líder global de mercado premium em salões, atualmente com 9.500 unidades em mais de 40 países, benchmark no mercado de beleza natural, é motivo de muito orgulho e reconhecimento por 31 anos de dedicação e construção da cultura Laces.  Sinal de que estamos no caminho certo.

Ju Ferraz:  Como é ser uma mulher empreendedora no Brasil? Acredita que, ainda, o caminho para as mulheres são mais difíceis e com mais obstáculos do que o dos homens?

Cris Dios: Acho que a mulher está cada vez mais empoderada, que ela acredita muito mais no poder e na força que ela tem. Existe um movimento crescente entre as mulheres onde elas se uniram, ao invés de competir umas com as outras. Claro, ainda existem muitos desafios. Mas juntas nós conquistamos nosso espaço e isso é um processo que está apenas começando.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre a autora

A baiana Ju Ferrazcomeçou a carreira em Salvador como assessora de imprensa, até migrar para São Paulo, onde trabalhou em diversas empresas de comunicação, criando produtos editoriais exclusivos, projetos especiais de cross media e produção de eventos. Atualmente é diretora comercial, novos negócios e de relações públicas da Holding Clube. Mais do que uma executiva competente, com anos de experiência nas mais diversas plataformas, Ju é a mulher real que não tem medo de se jogar de cabeça em novos projetos e novas ideias ou de expor suas fraquezas. E mais: está longe de se transformar em uma figura idealizada descolada da realidade.

Sobre o blog

Um espaço para pensatas, conversas, divagações e troca de experiências sobre o que é ser mulher nos dias de hoje.